A semente tem como referente a pedagogia crítica e isso fai que a equipa educativa esteja continuamente à procura de fórmulas para que as nossas crianças nom sejam meras consumidoras de informaçom, senom que criem a sua própria informaçom, a sua própria perspetiva, o seu olhar de criança. Para isto há muitos momentos em que trabalhamos diretamente, como na assembleia diária, as assembleias conjuntas, o debate de notícias, o tempo de projeto…
Mas é em momentos como este quando podemos ver parte dos frutos do trabalho: quando as crianças perguntam e reperguntam a Fayez, militante palestiniano que veu à escola dar umha palestra informativa; ou quando trabalham emocionadas numha proposta artística e ativista sobre o terror em Gaza; ou quando, ainda que chova a mares, saem às ruas de Compostela para berrar bem forte que este mundo tem que mudar.

Deixa unha resposta

O teu enderezo electrónico non se publicará Os campos obrigatorios están marcados con *